All posts by Eric

História 97 - Iogurte da vovó

História 97 – Iogurte da vovó



Quando o APE Jamal, obrigado a deixar o filho de 9 meses em casa da sogra – uma mulher conservadora -, porque a esposa teve de viajar para visitar um familiar distante, adoentado, descobre que a sua Sogra alimenta o seu filho, na base de papinha de MUHUNGO, um tipo de papinha fermentada caseira vendido na Barraca da Dona Joana, terá que encontrar formas de repreender de forma moderada e negociar a alimentação correcta para o bebé, sem desmotivar a sua participação nos cuidados com o este.

História 96 – Ilegítimo adoptado



Quando Ermelinda, esposa do chefe Olímpio, que sempre desejou ser mãe e começou recentemente um processo de adopção de um bebé, é confrontada com rumores de que o bebé adoptado é na verdade o filho biológico do seu marido, terá encontrar forças para confrontar os factos, manter o sentimento que nutre pelo bebé e dar continuidade ao processo de adopção.

6. Desencontrados em casa – Lomwe



Quando Tampa ao tomar conhecimento do prolongamento do Estado de Emergência, esperançosa de “curtir” o distanciamento social num ambiente de harmonia familiar na companhia do seu marido, pai dos seus filhos, normalmente muito atarefado, descobre este demasiado ocupado com a televisão e o telefone, pelo que terá de ser astuta para fazer o marido entender a importância dos momentos em família.


5. Os esquecidos – Lomwe



Quando Anídia – uma adolescente cega -, que ao deslocar-se ao mercado para comprar um telemóvel para acompanhar melhor as aulas, toma conhecimento que os negócios do seu amigo Américo, cadeirante, que vende telemóveis para sustentar os seus estudos, estão ameaçados pelos rumores de que por conta da deficiência física deste, os produtos por ele vendidos são veículos fáceis para a transmissão da estranha doença que coloca os Nguvas com problemas de respiração, terá que encontrar formas de explicar aos Nguvas que a prevenção é uma tarefa conjunta e nada tem a ver com a condição física das pessoas.


4. Amor Virtual – Lomwe



Quando Mira, adolescente apaixonada, deixada aos cuidados da madrasta desde que o pai foi preso, ao receber a notícia de que a sua paixão secreta que conheceu nas redes sociais, está em Nguva, e como ela impedida de sair de casa por causa da pandemia, terá que conter as emoções, ser prudente nas suas escolhas e acalmar o seu coração, de modo a evitar colocar-se em situações de risco.


3. Efeitos Colaterais – Lomwe



Quando Anastácio – que por pressão da professora da sua filha de 12 anos, desistiu de casar a menina, com um homem rico de Nguva, contrariando um costume Nguva – e apostou tudo na formação dela, se depara com encerramento, por tempo indeterminado das escolas, terá que compreender que se trata de uma situação passageira, encontrar alternativas para orientar a filha e conduzir o futuro dela sem colocar a vida dela em risco, nem quebrar a promessa feita a professora de investir na formação da filha.


1. Para além do horizonte – Lomwe



Quando a Sereia Nguva, Rainha e Deusa dos Nguvas, que confia cegamente na força oculta do Espírito do Mar – seu esposo Dugongo -, para resolver o problema da estranha e perigosa doença que cria dificuldades respiratórias graves aos Nguvas. Quando recebe a resposta de que o Dugongo desconhece completamente tal doença, terá que encontrar outros caminhos que ajudem a vislumbrar a causa da doença, entender o porquê da ausência de cura e mobilizar os Nguvas para a prevenção, de modo a evitar a sua propagação.


6. Desencontrados em casa – Tsonga



Quando Tampa ao tomar conhecimento do prolongamento do Estado de Emergência, esperançosa de “curtir” o distanciamento social num ambiente de harmonia familiar na companhia do seu marido, pai dos seus filhos, normalmente muito atarefado, descobre este demasiado ocupado com a televisão e o telefone, pelo que terá de ser astuta para fazer o marido entender a importância dos momentos em família.


5. Os esquecidos – Tsonga



Quando Anídia – uma adolescente cega -, que ao deslocar-se ao mercado para comprar um telemóvel para acompanhar melhor as aulas, toma conhecimento que os negócios do seu amigo Américo, cadeirante, que vende telemóveis para sustentar os seus estudos, estão ameaçados pelos rumores de que por conta da deficiência física deste, os produtos por ele vendidos são veículos fáceis para a transmissão da estranha doença que coloca os Nguvas com problemas de respiração, terá que encontrar formas de explicar aos Nguvas que a prevenção é uma tarefa conjunta e nada tem a ver com a condição física das pessoas.