Category Archives: Crianças e adoslescentes com deficiência

História 159 – ALFORRIA



Quando o APE Jamal, activo e conhecido em Nguva como um agente de saúde, durante as visitas de vacinação de raparigas adolescentes contra o HPV, é informado da existência de uma menina com deficiência auditiva que vive cativa e submissa aos caprichos do seu tio materno e que não permite visitas ou a socialização da rapariga, terá que ser corajoso para confrontar o tio de forma a obrigá-lo a libertar a rapariga do cativeiro e denunciá-lo às autoridades competentes.


História 137 – Um por todos, todos por um



Quando o Zezinho, sempre fiel aos seus amigos, leva o seu novo amigo com Sindrome de Down para o campo de Jogos, e faz um show que culmina com uma boa prestação no campo onde marca vários golos, vê o seu novo amigo vaiado e humilhado pelos seus velhos amigos, terá que ser bravo e corajoso para enfrentar os velhos amigos e fazê-los perceber que o novo amigo nada tem de feiticeiro e que, em vez de afastá-lo, devem aprender que o amigo tem os mesmos direitos e sonhos que eles.


5. Os esquecidos – Lomwe



Quando Anídia – uma adolescente cega -, que ao deslocar-se ao mercado para comprar um telemóvel para acompanhar melhor as aulas, toma conhecimento que os negócios do seu amigo Américo, cadeirante, que vende telemóveis para sustentar os seus estudos, estão ameaçados pelos rumores de que por conta da deficiência física deste, os produtos por ele vendidos são veículos fáceis para a transmissão da estranha doença que coloca os Nguvas com problemas de respiração, terá que encontrar formas de explicar aos Nguvas que a prevenção é uma tarefa conjunta e nada tem a ver com a condição física das pessoas.


5. Os esquecidos – Tsonga



Quando Anídia – uma adolescente cega -, que ao deslocar-se ao mercado para comprar um telemóvel para acompanhar melhor as aulas, toma conhecimento que os negócios do seu amigo Américo, cadeirante, que vende telemóveis para sustentar os seus estudos, estão ameaçados pelos rumores de que por conta da deficiência física deste, os produtos por ele vendidos são veículos fáceis para a transmissão da estranha doença que coloca os Nguvas com problemas de respiração, terá que encontrar formas de explicar aos Nguvas que a prevenção é uma tarefa conjunta e nada tem a ver com a condição física das pessoas.


5. Os esquecidos – Emakhuwa



Quando Anídia – uma adolescente cega -, que ao deslocar-se ao mercado para comprar um telemóvel para acompanhar melhor as aulas, toma conhecimento que os negócios do seu amigo Américo, cadeirante, que vende telemóveis para sustentar os seus estudos, estão ameaçados pelos rumores de que por conta da deficiência física deste, os produtos por ele vendidos são veículos fáceis para a transmissão da estranha doença que coloca os Nguvas com problemas de respiração, terá que encontrar formas de explicar aos Nguvas que a prevenção é uma tarefa conjunta e nada tem a ver com a condição física das pessoas.


5. Os esquecidos – Ndau



Quando Anídia – uma adolescente cega -, que ao deslocar-se ao mercado para comprar um telemóvel para acompanhar melhor as aulas, toma conhecimento que os negócios do seu amigo Américo, cadeirante, que vende telemóveis para sustentar os seus estudos, estão ameaçados pelos rumores de que por conta da deficiência física deste, os produtos por ele vendidos são veículos fáceis para a transmissão da estranha doença que coloca os Nguvas com problemas de respiração, terá que encontrar formas de explicar aos Nguvas que a prevenção é uma tarefa conjunta e nada tem a ver com a condição física das pessoas.


5. Os esquecidos – Cicena



Quando Anídia – uma adolescente cega -, que ao deslocar-se ao mercado para comprar um telemóvel para acompanhar melhor as aulas, toma conhecimento que os negócios do seu amigo Américo, cadeirante, que vende telemóveis para sustentar os seus estudos, estão ameaçados pelos rumores de que por conta da deficiência física deste, os produtos por ele vendidos são veículos fáceis para a transmissão da estranha doença que coloca os Nguvas com problemas de respiração, terá que encontrar formas de explicar aos Nguvas que a prevenção é uma tarefa conjunta e nada tem a ver com a condição física das pessoas.


5. Os esquecidos



Quando Anídia – uma adolescente cega -, que ao deslocar-se ao mercado para comprar um telemóvel para acompanhar melhor as aulas, toma conhecimento que os negócios do seu amigo Américo, cadeirante, que vende telemóveis para sustentar os seus estudos, estão ameaçados pelos rumores de que por conta da deficiência física deste, os produtos por ele vendidos são veículos fáceis para a transmissão da estranha doença que coloca os Nguvas com problemas de respiração, terá que encontrar formas de explicar aos Nguvas que a prevenção é uma tarefa conjunta e nada tem a ver com a condição física das pessoas.