Tag Archives: Adolescentes

História 137 – Um por todos, todos por um



Quando o Zezinho, sempre fiel aos seus amigos, leva o seu novo amigo com Sindrome de Down para o campo de Jogos, e faz um show que culmina com uma boa prestação no campo onde marca vários golos, vê o seu novo amigo vaiado e humilhado pelos seus velhos amigos, terá que ser bravo e corajoso para enfrentar os velhos amigos e fazê-los perceber que o novo amigo nada tem de feiticeiro e que, em vez de afastá-lo, devem aprender que o amigo tem os mesmos direitos e sonhos que eles.


História 134 – Coisas de Vergonha



Quando a Graça e as colegas de escola, orgulhosas por fazerem parte das 10 selecionadas pelo professor Gatão para entoarem o hino e fazerem a dança de abertura na recepção da visita da Delegação dos Serviços Provinciais da Educação e Cultura, não concordando com a presença de Cidália na lista, por esta ter deficiência auditiva, tendo-a trancado na casa de banho da escola, terão que encontrar uma explicação convincente para justificar tal atitude perante o professor, a turma e o conselho de escola.


História 132 – A vida é urgente



Quando o Dorival, que lançou recentemente o mais ouvido hit de Nguva, deixando-se levar pela fama, envolve-se com uma das raparigas mais cobiçadas de Nguva, que usa o facto de serem os dois seropositivos para convencê-lo a deixar a sua namorada de longa data para ficar com ela, terá que repensar os seus sentimentos e tomar uma decisão baseada no amor e não tendo o estado serológico como condição sine qua non para a sua felicidade.


História 127 – O preço da victória



Quando a claque das Intxunáveis, que deseja ganhar o prémio de melhor claque do torneio “fique tranquilo”, aliado ao Torneio de futebol contra o álcool e drogas, criado pelo Telmo, tentado imitar ou superar a brilhante performance das Muhuri a quem tanto admiram, descobrem que a euforia das Muhuri resulta da ingestão de uma bebida mágica secreta, transportada em segredo em bebedouros de água, terá que avaliar os riscos da ingestão de tal substância e tomar uma decisão correcta mesmo que ponha em causa o alcance dos seus objetivos.


História 120 – O herói vivo



Quando Telmo, que organizou o torneio de futebol feminino “chutando álcool e drogas”, onde “AS MUHURI” a equipa sensação do torneio é, surpreendentemente, humilhada com uma derrota vergonhosa, descobre que o plantel esteve  na noite anterior ao jogo, na festa “ninguém é de ninguém” organizada por Bilal, um empresário duvidoso, terá que decidir se expulsar a equipe toda do torneio ou encontra outra forma de sensibilizar as raparigas, pô-las a reflectir sobre as suas escolhas e consequências dos seus actos.


História 119 – O bipeiro da rede



Quando Download, tenta recuperar o seu título de mulherengo assumido, e é apelidado de homem dos Bips pelas suas novas conquistas por não conseguir manter uma relação sexual por muito tempo, terá que selecionar com cuidado os conselhos dos amigos, reflectir sobre as razões do seu fracasso sexual e viver a sua sexualidade, sem prejudicar a sua saúde.


História 117 – O hit de Nguva



Quando a música gravada por  Download e Balão, para homenagear o casal amigo sero-descordante, Josefina e Dorival viraliza, não intencionalmente, e torna-se no Hit do momento em Nguva, colocará a nú a situação serológica do casal obrigando os dois amigos a encontrar argumentos para provar a sua inocência, achar os culpados e manter a sua amizade firme e duradoura.


História 112 – Nada a perder



Quando Justino Foloma desembarca em Nguva para visitar a filha no lar “Portem-se Bem” para onde foi estudar, e encontra-a desorientada ao ponto de atirar na sua cara a verdade sobre o seu envolvimento sexual com três homens, terá que encontrar forças para falar abertamente com a filha, sem julgamentos e dar-lhe os conselhos e conforto de que ela tanto precisa.


História 111 – Os malandros



Quando a Sereia Nguva convida os InTxunáveis a ensinar as suas receitas TXUNA-NOVOS GOSTOS E SABORES NTSEM às mamanas – cozinheiras mestres milenares e conhecedoras dos segredos da cozinha -, terá que mediar o conflito entre os dois grupos de forma a conseguir que partilhem os conhecimentos que possuem, em prol de uma alimentação saudável das famílias de Nguva.