Category Archives: Saúde Materna e Infantil

História 141 – Rotina salva vidas



Quando o Manuel António, curandeiro famoso, que se aliou ao MISAU na vacinação das crianças, ao começar a exigir o cartão de vacinação das crianças como condição para apanharem as suas vacinas poderosas que os protegem contra o veneno de bichos perigosos, vê-se confrontado pelos espíritos que ameaçam retirar-lhe os poderes, por este estar a colocar a tradição dos Nguvas em segundo plano, terá que convencer os espíritos que a vida é uma fusão das leis dos homens e da natureza, da tradição e da modernidade.


História 140 – Família barulhenta



Quando o Sérgio, pescador, amante da tranquilidade e da união familiar, é chamado a acudir mais uma briga entre a sua mãe Filomena e a Rabia, sua namorada e mãe do seu filho, ambas com filhos menores, por Rabia acreditar que as constantes diarreias do seu filho são causados pelos maus tratos da Filomena, que alimenta o filho deles com restos de comida de Ankanu, filho da Filomena, terá que encontrar formas de acabar com a briga entre as duas e juntá-las na procura das reais causas da diarreia do menino e da tão desejada cura.


História 138 – O boato



Quando o APE Jamal convoca uma reunião para sensibilizar as raparigas a aderirem à vacinação contra o Cancro do Colo do Útero e é surpreendido por uma manifestação das mães que receberam mensagens indicando que a vacina visa inutilizar o útero das meninas, terá de usar o seu prestígio no meio da comunidade de Nguva, para ganhar confiança das mulheres, acalmá-las e, finalmente, explicar os equívocos existentes em relação à vacina.


História 131 – Um fofoqueiro na área



Quando a Dona Joana, que teve o filho em contacto com um doente de tuberculose, recebe uma intimação para se apresentar na acção social para discutir a guarda do seu único filho, por negar o tratamento ao menino, vem a descobrir que o processo foi iniciado pelo seu pretendente que, movido por sentimento de vingança por ter sido rejeitado, acusa-a de negligência e descuido no tratamento da possível doença do seu filho, terá que encontrar calma suficiente para reunir as provas que contrariam os pronunciamentos do homem, provar a sua inocência e focar-se no tratamento do filho.


História 124 – A dona Joana



Quando Olímpio recebe das mãos de Dona Joana, a dona da Barraca mais famosa de Nguva, uma surpreendente factura pela utilização do seu bar que fica cada vez mais cheio de homens que vêm ouvir as conversas “picantes” de Olímpio sem comprar nada terá que convencer a dona Joana da importância das conversas que ele tem com os amigos para o bem-estar das famílias de Nguva e ajuda-la a encontrar dentro da palestra formas de ampliar o seu negócio.


História 123 – Pacote armadilhado



Quando  Fifi, mãe batalhadora, “vukuvukeira”, que viu a festa de baptismo da sua filha ser cancelada por causa da tosse de que a menina, de dois anos e meio padece há cinco dias e sem sinais de melhora, ao tentar doar os brindes e outros produtos da festa aos convidados, depara-se com a recusa dos mesmos em receber a oferta por, alegadamente, conterem o vírus que provocou a tosse à menina, terá que engolir o choro, erguer a cabeça e insistir na busca da cura para doença da sua filha.


História 122 – Vozes do além



Quando o casal Olímpio e Ermelinda, família modelo, com um filho adoptivo, depois de uma noite em que tiveram o mesmo pesadelo onde todas as crianças de Nguva apresentavam os olhos e parte da cabeça amarelada, são surpreendidos pela visita de uma sobrinha, aflita, com um bebé recém-nascido nessas condições. Ambos mergulharão num mar de dúvidas entre o real e sobrenatural e na resposta a essas dúvidas encontrarão a cura para a doença do seu familiar recém-nascido.


História 109 – A Reforma



Quando Dona Joana com o filho com uma tosse que não passa, dona da única barraca que vende cigarros na zona, a razão dos seus maiores lucros e satisfação dos clientes, ao decidir parar com a venda deste produto, terá que resistir ao assédio dos seus clientes, reorganizar seu estabelecimento para que não represente risco de saúde para seu filho menor e para os seus clientes.